Menu

Reportagens

26/06/2020

Ações da CIC São Marcos em Meio à Pandemia

Presidente da CIC São Marcos, Dorival Perozzo, detalha ações da entidade em prol das empresas são-marquenses e comunidade durante a pandemia do coronavírus  

CIC São Marcos realizará uma pesquisa direcionada às empresas de São Marcos para definir quais são as necessidades de informação e também de qualificação para o setor

A Câmara de Indústria, Comércio, Serviços e Agropecuária (CIC) de São Marcos está atuando na orientação e auxílio às empresas são-marquenses, em suas atividades administrativas e econômicas, durante a pandemia do coronavírus (covid-19). O presidente da CIC São Marcos, Dorival Perozzo, avalia que a entidade está cumprindo o seu papel com o trabalho realizado em prol do setor econômico do município. “Acredito que a CIC tem que dar todo o apoio para as empresas, como já estamos fazendo. Por exemplo, nós prorrogamos o vencimento da mensalidade dos associados, não cobramos a mensalidade no mês de maio e cobramos apenas 50% do terceiro mês (junho). Isso já é uma forma de apoio. Porque, além da parte administrativa, de tomada de decisões nos momentos difíceis, você tem a parte financeira, que, se você tem dinheiro, você paga, mas, se você não tem caixa, não consegue trabalhar”, avalia o presidente da entidade.  Segundo ele, a CIC também buscou reunir o maior número de informações possível sobre medidas contra o coronavírus, informações técnicas dos decretos municipais, trazendo em primeira mão para as empresas associadas, através de alerta online. “Para manter as empresas sempre atualizadas e informadas sobre como proceder”, assinala Dorival. A CIC São Marcos também realizou levantamento de linhas de crédito e taxas de juros oferecidas pelos bancos associados para as empresas durante a pandemia do coronavírus. “Nós fizemos um levantamento das linhas de crédito da União, do governo federal, taxas de juros, prazos, tudo o que é padrão, e de cada banco associado também, as linhas de crédito e os atendimentos que eles estão fornecendo. Reunimos todas as informações e compilamos todas em um documento, para facilitar para os empresários”, destaca. 

 

Protocolo de medidas: ‘Os empresários foram proativos, saíram na frente’

O presidente da CIC destaca também o empenho da entidade para que o comércio e a indústria retomassem as suas atividades em São Marcos. “Lutamos pela liberação das indústrias no início da pandemia, quando era para serem fechadas, juntamente com a Federasul (Federação de Entidades Empresariais do Rio Grande do Sul) e a CICs Serra (Associação das Entidades Representativas da Classe Empresarial da Serra Gaúcha). E, mesmo antes do governador Eduardo Leite liberar a abertura do comércio na região da Serra, conseguimos com a prefeitura de São Marcos a liberação do comércio e da indústria no município”, lembra Dorival. Conforme salienta, a CIC também trabalhou em conjunto com o setor da indústria local para a elaboração de protocolo de medidas adotadas dentro das empresas durante a pandemia. “A prefeitura de São Marcos, através da Secretaria da Saúde, exigiu que tivesse um documento dentro das empresas com os procedimentos que estão sendo feitos para evitar o contágio do coronavírus e nós já tínhamos feito esse protocolo antes da exigência da prefeitura, com um grupo de indústrias. Os empresários foram proativos, saíram na frente”, aponta Dorival.

 

‘Você tem que se preocupar com o funcionário dentro e fora da empresa’

O presidente da CIC São Marcos detalha as questões observadas para a elaboração do protocolo de medidas de prevenção ao coronavírus para as empresas do município. “Desde a saída do funcionário de casa, a chegada na empresa, todos os procedimentos e cuidados necessários, e também o retorno do funcionário ao lar, porque você tem que se preocupar com ele dentro e fora da empresa”, aponta.  Ele cita também a atuação da CIC São Marcos por meio de campanhas de conscientização para o uso de máscaras e de incentivo aos são-marquenses para comprarem no comércio do município. “A gente vem procurando fazer o nosso melhor. Temos aquele olhar específico para o nosso associado, mas não esquecendo que a comunidade é um todo e é o que mais importa. Não adianta o empresário controlar o comportamento dos seus colaboradores em relação às medidas de prevenção, se quando eles saírem da empresa não tiverem os mesmos cuidados. Então a nossa preocupação é também com a questão do respeito às regras de prevenção no ambiente público e não só no ambiente privado da cidade”, ressalta Dorival Perozzo. O presidente da CIC também destaca o objetivo da entidade de investir e dar ferramentas adequadas para que as instituições de saúde possam prestar atendimento de qualidade no enfrentamento da pandemia no município. A CIC São Marcos contribuiu com 150 testes rápidos para detecção do coronavírus, destinados ao Hospital São João Bosco e Secretaria Municipal de Saúde. Também, buscou o Senado Federal, apresentando pedido e sugestões à MPS, no sentido de salvaguardar diversas empresas que, por característica peculiar, não estão sendo beneficiadas e correm grande risco de fechamento.

 

Pesquisa para definir demandas do setor

Conforme antecipa, a CIC São Marcos realizará uma pesquisa direcionada às empresas de São Marcos para definir quais são as necessidades de informação e também de qualificação para o setor. “Estamos desencadeando uma pesquisa junto com nosso associado para ver quais são as carências, as necessidades dele, seja de um treinamento online, uma palestra online, sobre uma questão financeira, ou um auxílio jurídico de como proceder com seus funcionários, enfim, algo neste sentido. Porque evento presencial, neste momento da pandemia, está totalmente descartado. Hoje, bem ou mal, todo mundo sabe controlar seu dinheiro, mas as pequenas e médias empresas não têm um departamento jurídico. Então essa é a nossa preocupação maior, em levar conhecimento para os empreendedores locais”, pontua Dorival Perozzo.