Menu

Notícias

Equipe Gaúcha Participa do Campeonato Brasileiro de Pole Sports (CBPS)

Três atletas caxienses integram a equipe que representa o Rio Grande do Sul no evento esportivo internacional

Três atletas de Caxias do Sul embarcam nessa quinta-feira (13.06) para sua primeira competição profissional de Pole Sport O Campeonato Brasileiro de Pole Sports (CBPS) acontece no próximo final de semana (15 e 16 de junho) em Itajaí (SC) As atletas gaúchas representam os municípios de Caxias do Sul, Canoas, Porto Alegre, Novo Hamburgo e Bagé Do Rio Grande do Sul outras quatro atletas compõe o grupo, Tarcila Clara Portes, 26, militar, Kerstin Camile Creutzberg, 23, bióloga, Juliana Tomazzoni Scopel, 28, Instrutora de Pole Dance e Cláudia Gabriela Da Silva Oliveira, 47, educadora física São 130 atletas (das categorias masculino, feminino e infantil, com idades que variam entre 8 e mais de 50 anos), oriundos de 10 Estados brasileiros (Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe), e outros dois países (Argentina e Chile) que participarão do campeonato É preciso crescer em técnica de execução e montar a coreografia seguindo os critérios do código international da International Pole Sport Federation (IPSF)

Três atletas de Caxias do Sul embarcam nessa quinta-feira (13.06) para sua primeira competição profissional de Pole Sport. O Campeonato Brasileiro de Pole Sports (CBPS) acontece no próximo final de semana (15 e 16 de junho) em Itajaí (SC). Caroline Pierosan, 34, jornalista, Giliane Baldissera, 38, relações humanas, e Alexandra Souza 23, estudante de educação física, integram o rol de 130 atletas (das categorias masculino, feminino e infantil, com idades que variam entre 8 e mais de 50 anos), oriundos de 10 Estados brasileiros (Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe), e outros dois países (Argentina e Chile) que participarão do campeonato.

Do Rio Grande do Sul outras quatro atletas compõe o grupo, Tarcila Clara Portes, 26, militar, Kerstin Camile Creutzberg, 23, bióloga, Juliana Tomazzoni Scopel, 28, Instrutora de Pole Dance e Cláudia Gabriela Da Silva Oliveira, 47, educadora física. As atletas representam os municípios de Canoas, Porto Alegre, Novo Hamburgo e Bagé, respectivamente. Para a formadora de atletas de pole sport, atleta profissional e empresária Ligia de Jesus (que lidera a equipe) a competição, além de qualificar o esporte, é uma grande oportunidade de aprendizado para o atleta. “É preciso crescer em técnica de execução e montar a coreografia seguindo os critérios do código international da International Pole Sport Federation (IPSF). Como a exigência é muito grande, o praticante evolui muito, em um curto espaço de tempo”, explica. Durante os dois dias do evento, serão 133 apresentações de atletas com cunho competitivo e artístico.

A diretora técnica desportiva da Federação Catarinense de Pole Sport (FECAPOLE), empresária e educadora física Janiere Cunha (CREF 020865-G/SC), 40, lidera, pelo terceiro ano consecutivo, a organização e realização do evento no Brasil. “Nossa expectativa é que seja mais um ano de sucesso! O alvo é tornar a prática do Pole Sports conhecida em todo o território nacional. A realização desse campeonato em parceria com a federação internacional é de suma importância para alcançarmos o nosso objetivo maior, que é ter o pole sport reconhecido como um esporte olímpico. Para isso precisamos de 50 Federações inscritas no mundo (atualmente são 42). Nossa busca atual é por legitimidade”, afirma Janiere.  

De acordo com Lígia eventos como esse contribuem para a divulgação do pole esporte (ainda em fase de implementação no Brasil, onde a modalidade é praticada há cerca de 10 anos, apenas). “É um momento importante para promover a união dos atletas. As regras da IPSF são reconhecidas mundialmente. É um campeonato muito sério, que exige dedicação e qualificação técnica dos participantes. É evento de pole sport mais importante do Brasil! O código de pontos é justo e avalia o atleta de forma completa. Estou muito feliz porque, pela primeira vez, não estou indo sozinha. Nesse ano, escolhi treinar as atletas do Rio Grande do Sul ao invés de competir”, explica Lígia que, na última edição do evento, qualificou-se como 8º melhor atleta da categoria profissional (mulheres, 18 a 39 anos). A equipe gaúcha de atletas de pole sport é patrocinada, nessa edição do evento, pela empresa caxiense Ali Fitness Barras de Pole Dance (alifitness.com.br).