Menu

Legado

O Protagonismo do Autodidatismo

Marisa Ana Carletto Fardo impacta vidas potencializando a autonomia dos alunos por meio do método japonês Kumon  

"Sempre quis contribuir com a formação do ser humano, sinceramente nunca me imaginei fazendo outra coisa além de trabalhar com educação" Marisa Ana Carletto Fardo "Uma das principais características do autodidata é a motivação, ou seja, ele sente vontade de buscar o conhecimento" Marisa Ana Carletto Fardo "No Kumon desenvolvemos no aluno o domínio dos conteúdos e a habilidade de estudar sozinho. Assim cada aluno estuda no seu ritmo, ganhando confiança, concentração e hábito de estudo" Marisa Ana Carletto Fardo "Kumon é reforço para a vida"  Marisa Ana Carletto Fardo "O autodidatismo é a habilidade ou capacidade de buscar o conhecimento de forma autônoma; gera benefícios como, eficiência ao definir e cumprir metas, aumento da criatividade, versatilidade acadêmica, profissional e vantagem competitiva" Marisa Ana Carletto Fardo "A autoconfiança é fundamental para o estudante porque, com ela, ele consegue desenvolver o seu potencial real, que geralmente é muito maior do que o imaginado" Marisa Ana Carletto Fardo Kumon é uma metodologia exclusiva e amplamente aplicada no mundo todo que visa a incentivar a autonomia das crianças desde cedo, buscando fortalecer o potencial de aprendizado de cada um, de forma individualizada "Por motivos aleatórios os alunos tendem a acreditar que suas habilidades e inteligência são menores do que realmente são; devolver a segurança ao aluno é prioridade quando trabalhamos com o método Kumon" Marisa Ana Carletto Fardo

Olhos brilhantes, beleza e vitalidade. Marcas de Marisa Ana Carletto Fardo, que, em 2019 comemora 23 anos de atuação, sendo a pioneira, em Caxias do Sul, na implementação do método Kumon. Ela é graduada em matemática e tem uma longa trajetória na área da Educação. Quando estava prestes a finalizar a jornada como professora estadual, próximo da aposentadoria, Marisa teve a certeza de que queria continuar trabalhando. “Minha cunhada, Ivânia Fardo, relatou que já tinha ouvido falar do método japonês Kumon e imaginava que eu poderia me interessar”, relembra. “Quando conheci a metodologia me encantei. Decidi, então, participar do processo para ser uma franqueada e, em 11 de setembro de 1996, nascia a Unidade Kumon Caxias São Pelegrino”, relembra, sorrindo.

De acordo com Marisa o Kumon é uma metodologia que visa incentivar os alunos a conquistar autonomia nos estudos, buscando fortalecer o seu próprio potencial de aprendizado. “Por meio de um processo planejado e individualizado, os estudantes se tornam confiantes e capazes de enfrentar sozinhos o desafio da conquista do conhecimento. O Método Kumon estimula o aluno a gostar de aprender e a se sentir seguro”, afirma. De acordo com ela o principal desafio na implementação da metodologia em Caxias do Sul, foi tornar o Kumon conhecido. “Trabalhamos muito para divulgar o método e os seus benefícios, mostrando o quanto os alunos que participassem poderiam se desenvolver. Apesar de, em 2019, o método estar completando 60 anos de existência no mundo, naquela época, quando começamos, era novidade para a nossa cidade, principalmente a sua aplicação com crianças em idade pré-escolar”, relembra. No último ano, a Unidade Kumon São Pelegrino, pioneira em Caxias do Sul, cresceu 10%. O nicho pré-escolar e de alfabetizandos (dos três aos seis anos de idade) foi o que mais avançou no período, contabilizando crescimento de 15%. O inglês, introduzido pela franqueada caxiense em 2007, foi a matéria mais procurada no último ano.

Para Marisa, são 23 anos aplicando a metodologia. “Sempre quis contribuir com a formação do ser humano. Sinceramente nunca me imaginei fazendo outra coisa além de trabalhar com educação”, destaca. A seguir, a educadora fala sobre a sua própria jornada, e sobre ter participado, ativamente, da emancipação intelectual e do desenvolvimento cognitivo de milhares de pessoas, muitas das quais se tornaram profissionais de destaque, muito relevantes em sua atuação na Serra Gaúcha, no país, e no mundo.

NOI: O que é exatamente o Kumon?

Marisa Ana Carletto Fardo:  O Kumon é uma metodologia que visa incentivar no aluno a autonomia nos estudos, buscando fortalecer o seu potencial de aprendizado. Por meio de um processo planejado e individualizado, o estudante se torna confiante e capaz de enfrentar sozinho o desafio da conquista do conhecimento. O Método Kumon estimula o aluno a se sentir seguro e a gostar de aprender.

Pessoas de qualquer idade podem fazer? Quando é o momento ideal para começar?

O momento certo para iniciar os estudos por meio do método Kumon é o quanto antes, pois a criança é movida a estímulos. Quanto mais cedo for estimulada, mais rápido irá desenvolver as habilidades. O Kumon potencializa o desempenho na trajetória da escolaridade regular. O método Kumon não se prende à idade ou ao ano escolar por ser uma metodologia de ensino individualizado, em que se respeita o ritmo e a capacidade de cada um. As pessoas são diferentes, cada ser humano é único e é assim que olhamos nossos alunos. Atendemos pessoas em todas as idades e níveis de escolaridade. Todos podem se matricular e se beneficiar.

Por que são trabalhadas apenas três disciplinas (matemática, português e inglês)?

Trabalhamos a matemática por desenvolver o raciocínio lógico e o autodidatismo. O português faz com que o aluno tenha o domínio da língua pátria, além de sabermos que indivíduos com melhor vocabulário e habilidade de interpretação tendem a ter mais facilidade em qualquer área em que queiram atuar. Já o domínio do inglês amplia o número de oportunidades profissionais para o aluno. Também, com o domínio dessa língua, uma quantidade infinita de conhecimento se torna disponível para quem quer realizar pesquisas.

O método poderia ser aplicado às demais disciplinas do conhecimento humano?

Sim, poderia ser aplicado a qualquer área do conhecimento.

Disciplina, lógica, responsabilidade, autoconfiança e autodidatismo são características que o Kumon estimula. Qual é a mais importante para o aprendizado humano?

Todas estas habilidades tem o mesmo grau de importância. Pessoas bem-sucedidas possuem essa postura, integralmente.

Por que autoconfiança é fundamental para um estudante?

A autoconfiança é fundamental para o estudante porque, com ela, ele consegue desenvolver o seu potencial real, que geralmente é muito maior do que o imaginado. Por motivos aleatórios os alunos tendem a acreditar que suas habilidades e inteligência são menores do que realmente são. Devolver a segurança ao aluno é prioridade quando trabalhamos com o método Kumon.

Como fomentá-la? Como fazer alguém ser autoconfiante?

Proporcionando ao aluno atividades que ele consiga realizar, respeitando o seu ritmo e a sua capacidade, pois todos aprendem, o tempo do aprender é que difere de um para outro. Cada um no seu tempo.

O que é, na essência, o autodidatismo? Qual a sua importância para o ser humano do presente e do futuro?

Em qualquer tempo o autodidatismo é a habilidade ou capacidade de buscar o conhecimento de forma autônoma. O autodidatismo traz diversos benefícios como, eficiência ao definir e cumprir metas, aumento da criatividade, versatilidade acadêmica, profissional e vantagem competitiva. Uma das principais características do autodidata é a motivação, ou seja, ele sente vontade de buscar o conhecimento.

Numa época de educação a distância, por que o aluno precisa vir até a escola?

Na verdade, eles podem fazer boa parte do curso a distância. O número de vindas à unidade é ajustado de acordo com a rotina e horários de cada um.

Numa época de recursos tecnológicos mil, há algum valor na memorização de conteúdo?

Antes de tudo, para se ter domínio e acesso a estes recursos mil, precisamos ter indivíduos incrivelmente desenvolvidos.

Qual a diferença entre o Kumon e um processo de tutoria (por exemplo) ou aula particular?

No Kumon desenvolvemos no aluno o domínio dos conteúdos e a habilidade de estudar sozinho. Assim cada aluno estuda no seu ritmo, ganhando confiança, concentração e hábito de estudo. Kumon é reforço para a vida. Aula particular é para esclarecer dúvidas de conteúdos específicos.

Nesses 23 anos, qual foi o momento mais interessante e emocionante da tua trajetória?

Impossível te responder só um. Talvez tenha sido quando matriculei o filho de um ex-aluno, ou a visita à sede do Kumon (em Osaka-Japão) ou, ainda, o recebimento do convite de formatura de alunos que passaram pela Unidade.

Disso tudo o que é mais gratificante para ti hoje?

O mais gratificante é ver os meus alunos sendo pessoas bem-sucedidas na profissão que escolheram. Fico emocionada quando eles me relatam o quanto o Kumon contribuiu na sua formação.

Quantos alunos você já atendeu no Kumon São Pelegrino ao longo desses 23 anos?

Nesse período milhares de alunos passaram pela unidade Kumon São Pelegrino. Agora estamos recebendo os filhos dos meus primeiros alunos, de quem eu tive a honra de colaborar para o desenvolvimento pessoal. Tive também o prazer de acompanhar, durante a minha trajetória enquanto educadora, nomes como Patrícia Corso, Bianca Corso, Felipe Meletti, Marcos Fadanelli, Márcia Costa e Daniel Mazzochini (citando pessoas queridas, conhecidas da nossa comunidade).

Quais são teus planos de futuro para a Kumon São Pelegrino?

Expansão.

ORIGENS E TRAJETÓRIA DO KUMON NO MUNDO
Criado pelo professor japonês Toru Kumon, em 1954, o Kumon é uma metodologia exclusiva e amplamente aplicada no mundo todo que visa a incentivar a autonomia das crianças desde cedo, buscando fortalecer o potencial de aprendizado de cada um, de forma individualizada. No método Kumon o aluno desenvolve confiança e raciocínio que serão refletidos nos estudos e na vida. É ideal para inserir a criança no universo da aprendizagem de modo natural, colaborando para seu desenvolvimento intelectual e pessoal, na fase em que as crianças têm mais facilidade de aprender, memorizar e desenvolver novas habilidades. Por ser individualizado, o método não se prende à idade ou ano escolar. No Kumon, cada aluno estuda no ponto mais adequado à sua capacidade, podendo avançar além dos conteúdos de seu ano escolar. Um dos principais objetivos da metodologia é expandir o potencial do aluno e desenvolver a disciplina, responsabilidade, autoconfiança e autodidatismo.

 

Entrevista | Caroline Pierosan - Fotos | Josué Ferreira