Menu

Elas

16/12/2020

O Melhor da Sua Visão

“Permita-se enxergar a vida da forma mais bela possível”


"Hoje, por meio da tecnologia, é possível corrigir problemas oculares e tratar patologias de forma segura e eficiente"

A oftalmologia, como ciência, é bastante dinâmica. Muda seus conceitos e abordagens cirúrgicas e terapêuticas constantemente. Estamos sempre atentos para atender às expectativas dos nossos pacientes e, dentro do possível, superá-las. Por meio de abordagens com uso de anéis intraestromais, crosslinking e lentes de contato semiesclerais e esclerais buscamos evitar, ou protelar ao máximo, o transplante de córnea em pacientes portadores de alterações da curvatura da córnea (ectasias) como, por exemplo, o ceratocone. Como prevenção à essa ectasia, orienta-se ao máximo evitar coçar os olhos e procurar orientação caso não consiga controlar esse hábito.

Caso o paciente não obtenha os resultados esperados com os tratamentos supracitados e orientação, é possível realizar o transplante de córnea. Hoje em dia, há novas técnicas que buscam preservar ao máximo esse tecido e evitar complicações como rejeição, astigmatismos elevados, e retransplantes. Para a cirurgia do cristalino (catarata) também dispomos de técnicas cirúrgicas inovadoras que, aliadas a equipamentos como o laser e facoemulsificadores, levam à resultados muito superiores. 

O desenvolvimento de lentes intraoculares, que devem ser implantadas quando da cirurgia, evoluiu e continua a evoluir constantemente. Novas lentes hoje permitem corrigir desde o grau para longe e perto, bem como astigmatismos. Além disso, há lentes intraoculares especiais para altos míopes e altos hipermetropes, com ou sem astigmatismo associado. Nestes pacientes, nos quais não é possível o uso do Excimer laser para correção da ametropia (grau), essas lentes podem ser implantadas, com segurança, desde que tenham os parâmetros necessários ao procedimento.

A correção de ametropias como a miopia, hipermetropia e astigmatismo, com o advento do Excimer laser, levou à liberdade no uso de lentes de contato e óculos.
Hoje também temos tratamentos inovadores ao olho seco, uma patologia cada vez mais presente nos consultórios. Observada em pós-operatório de cirurgias oftalmológicas, relacionada a problemas fisiológicos e anatômicos dos nossos olhos, aos nossos hábitos alimentares, como a ingesta de óleos essenciais (ômegas), além do uso ininterrupto de smartphones, tabletes e computadores. Não esqueçamos a própria poluição e as mudanças climáticas. Cuidar da saúde ocular é primordial. Permita-se enxergar a vida da forma mais bela possível.

 

Roberto Antônio Conte I Oftalmologista