Menu

Adriana Schio

TD TOUR: Pensando Negócios de Forma Digital

A primeira edição do TD TOUR – Transformação Digital na Prática, promovida pela Introduce e pela TD, reuniu palestrantes de peso e um público qualificado de mais de 250 pessoas entre executivos e profissionais de áreas como Tecnologia da Informação (TI), marketing e recursos humanos de diversas empresas e municípios gaúchos.

O que todos reforçaram de maneira contundente foi que a TD começa pelas pessoas e não acontece sem elas, ou seja, essa mudança não é uma caminhada de um homem só Todos os participantes do TD Tour receberam um exemplar da última edição da revista NOI no kit do evento A imersão TD TOUR - Transformação Digital na Prática, foi realizada na última sexta-feira (28), na Villa Basilico Fabbrica, em Caxias do Sul Palavras como agilidade, atitude, inovação e confiança pautaram as falas dos 11 palestrantes nessa jornada rumo à transformação digital O diretor da Introduce Esdras Moreira, lembrou, em seu pronunciamento de abertura do TD TOUR, que a única certeza que temos hoje, em todos os ambientes e principalmente no corporativo, é a da mudança Estamos conectando pessoas e construindo histórias - esse é o nosso propósito", afirmou Esdras Moreira diretor da Introduce Virar a chave para o digital não é uma questão apenas de adotar e investir em tecnologias, mas sim de mudar a mentalidade das pessoas que atuam nas organizações O TD TOUR contou com a apresentação de cases de empresas que mostraram ações e iniciativas de transformação digital, como a Prolar Imobiliária Inteligente, com operações em Caxias do Sul e Bento Gonçalves Ao traçar um link entre o tecnológico e o humano, o evento evidenciou a necessidade de mudança de mindet nas organizações para promover as transformações necessárias e a convergência para o digital

A imersão TD TOUR – Transformação Digital na Prática, realizada na última sexta-feira (28), na Villa Basilico Fabbrica, em Caxias do Sul, gerou reflexões sobre um relevante tema da atualidade, que tem inquietado as organizações: como transformar os negócios (ou “virar a chave para o digital”) em uma era em que a tecnologia traz a todo momento novas e promissoras oportunidades, tornando certezas anteriores em realidades obsoletas, em uma velocidade cada vez mais exponencial.

Palavras como agilidade, atitude, inovação e confiança pautaram as falas dos 11 palestrantes nessa jornada rumo à transformação digital. Mas o que todos reforçaram de maneira contundente foi que a TD começa pelas pessoas e não acontece sem elas, ou seja, essa mudança não é uma caminhada de um homem só. “Precisamos de engajamento e colaboração das pessoas e do protagonismo colaborativo para efetivar qualquer mudança”, pontuou Jaqueline Machado, do Itaú-Unibanco, em sua palestra sobre o tema O que muda no atendimento ao cliente na era digital.

Ao traçar um link entre o tecnológico e o humano, o evento evidenciou a necessidade de mudança de mindet nas organizações para promover as transformações necessárias e a convergência para o digital. Ou seja, virar a chave para o digital não é uma questão apenas de adotar e investir em tecnologias, mas sim de mudar a mentalidade das pessoas que atuam nas organizações. A estratégia está muito mais nas pessoas do que na tecnologia. Para isso, algumas empresas estão criando a figura do CDO (Chief Digital Officer), um executivo que tem a missão de promover mudanças culturais nas corporações, conectar diferentes áreas e implantar ferramentas de colaboração, entre outras atribuições.

Os palestrantes também alertaram que, embora agilidade seja a palavra da vez, não se consegue fazer a transformação digital de forma radical. O processo requer um passo por vez. Outro ponto destacado é que vivemos o modelo bimodal de TD. “As empresas tradicionais não podem simplesmente abandonar o seu modelo de negócios, responsável por gerar a receita, para serem inovadoras. Esse ambiente de inovação tem que funcionar em paralelo e de preferência fora da organização”, advertiu Matheus Souza, da SAP.

Além das reflexões nas palestras sobre temas envolvendo inovação, novas tecnologias, TD e seus pilares e comportamentos do neoconsumidor, com o objetivo de trazer ideias e insights para que as empresas passem a pensar suas operações neste novo cenário digital, o TD TOUR contou com a apresentação de cases de empresas que mostraram ações e iniciativas de transformação digital, como a Prolar Imobiliária Inteligente, com operações em Caxias do Sul e Bento Gonçalves.

Ao explanar os principais desafios da jornada de transformação digital da Prolar e como a empresa vem inovando constantemente no mercado imobiliário, o diretor-executivo Fernando Gonçalves dos Reis destacou que a mudança de mindet começou pelas lideranças da organização. “Fomos participar de eventos, treinamentos e aprender. Esse foi o primeiro passo para, posteriormente, disseminar a mudança de pensamento no restante da equipe”, afirmou. E finalizou com o projeto audacioso da empresa, que pretende concluir a virada de chave para o digital até o final de 2019. “Entendemos que não somos uma imobiliária. Queremos ser uma empresa de tecnologia que abraça e oferece todas as soluções para conectar o mercado imobiliário”, ressaltou o executivo.

O diretor da Introduce Esdras Moreira, lembrou, em seu pronunciamento de abertura do TD TOUR, que a única certeza que temos hoje, em todos os ambientes e principalmente no corporativo, é a da mudança. “Isso exige, cada vez mais, necessidade de transformação com agilidade, assertividade e dinamismo. A Introduce passa por uma revolução. Foi preciso aprender, desaprender e reaprender, porque éramos nativos na área de segurança digital e de gestão de estruturas de TI e hoje estamos trabalhando muito com foco em gerar valor nos negócios com o viés da transformação digital. Estamos conectando pessoas e construindo histórias – esse é o nosso propósito”, afirmou.

Todos os participantes do TD Tour receberam um exemplar da última edição da revista NOI no kit do evento