Page 4 - NOI
P. 4
ecacocaecaacaaucaoeaoeEcacaecacaaococaCcaoaaaiaecaeeoacoeieaieeeaaeEeaaaeecaaaeeiocacaEeeueeEeceeaecaeeeaaeoaaeaeeeeacaaco


EDITORIAL



PRȨO e VALOR


“Pelo gosto de assinar o que nos orgulha”


uanto custam nossos valores? Qual o prȩo do 

nosso melhor? Ao longo deste ano, depois de 
REVISTA NOI
escutar tantas e tantas vezes “ño estou sendo

Ano 10 • XLII • Novembro/Dezembro de 2017 pago para isso”, “ainda se eu ganhasse por essa ativi- 
NOI ́ uma publicã̧o bimestral
dade”, me obrigo a re etir sobre pro ssionalismo. Isso 
da FAPIN Editora Ltda, empresa parceira
mesmo! Coisa que ńs brasileiros, temos muita di - 
do Sistema S de Comunicã̧es
culdade de praticar. Na cultura do “jeitinho daqui e de 

Coordenã̧o Geral
ĺ”, jeitinho por todos os lados e nas mais inimagińveis 
Ana In̂s Facchin esferas, no dia a dia do “quebra esse galho para mim” 

Caroline Rates Pierosan
e do “sei que o prazo era ontem mas posso te entregar 
amanh̃?”,  ca complicado, eu diria, quase imposśvel, 
Departamento Comercial
para os que realmente desejam, serem pro ssionais.
ana@jornalsemanario.com.br Interessante como as pessoas reagem diferente diante das oportunidades e desa os que 
francio@jornalsemanario.com.br a vida lhes apresenta. Alguns, por pouco, resolvem simplesmente ño fazer. Outros, 
c.r.pierosan@gmail.com
diante de di culdades fenomenais, superam tudo e realizam! Qual ́ o segredo? Ouso 
dizer que tudo depende da nossa determinã̧o. Claro que na vida ́ importante saber 
Reportagem e edĩ̧o
Caroline Pierosan seus limites e a hora de parar. Mas a verdade ́ que poucos de ńs s̃o perseverantes. 
Reg.Prof. DRT 14232 Raros procuram solũ̧es ao inv́s de apontar problemas, conseguem ouvir feedback e 

c.r.pierosan@gmail.com
ser cŕticos consigo. Parece que o nosso maior interesse, acima de tudo (e muito mais 
valorizado do que bons resultados), ́ aquele “tapinha nas costas”, acompanhado de um 
Projeto Gŕfico
www.ricardopassarin.com
elogio que sabemos ño ser verdadeiro. Sim, preferimos isso, do que a dura cŕtica que, 
quando bem analisada, poderia nos fazer crescer. Acredito que pro ssionalismo ́, antes 

Distribuĩ̧o
de mais nada, querer. Querer fazer algo bom, pelo prazer de faẑ-lo em si. Pelo gosto 
Dirigida ̀ Serra Gácha e Porto Alegre, priorizando de “assinar” o que nos orgulha. Por entender que o bom (o nosso melhor) ́ a express̃o 

as cidades de Caxias do Sul, Bento Goņalves, de todos os nossos potenciais, em detrimento de estarmos sendo (bem ou mal) pagos 
Flores da Cunha, Farroupilha, Carlos Barbosa, ou ño. Pro ssionalismo ́ responsabilidade. ́ comunicar ao outro (a quem trabalha 
Garibaldi, S̃o Marcos, Ant̂nio Prado, Gramado, 
Canela, Guapoŕ, Monte Belo do Sul, Nova Ṕdua, com voĉ) que est́s pendente daquilo que assumiu, que vais realizar, ou ent̃o que ño 
vais realizar e, por isso mesmo, pedir desculpas (ningúm ́ perfeito, mas a imperfeĩ̧o 
Nova Prata, Santa Teresa e Verańpolis.
ño pode ser escusa para omiss̃o). Ser pro ssional ́ ser transparente, ́ justi car tanto 
Revista NOI ́ marca registrada da quanto posśvel, decis̃es e escolhas em relã̧o a projetos que envolvem a participa- 
FAPIN Editora Ltda. ́ expressamente 
̧̃o de outras pessoas. ́ ter respeito pela equipe. Ser pro ssional ́ saber defender 
proibida a reprodũ̧o de textos e fotos suas ideias at́ o ́ltimo momento, separando muito bem o que ́ um bom debate de 
dessa publicã̧o sem a pŕvia 
autorizã̧o da dirȩ̃o. A Revista NOI uma briga. Ser pro ssional ́ ser grato, muito mais do que pagar ou receber valores. ́ 
agradecer porque algúm doou seu talento, sua foŗa, criatividade e seu empenho para 
ño comercializa editorial de Capa.
participar do seu projeto, e vice-versa. Ser pro ssional ́ meditar sobre o que voĉ vai 

Escrit́rios
fazer e procurar o melhor caminho para realiź-lo. Ser pro ssional ́ dividir suas con- 
quistas com quem te ajudou a alcaņ́-las, ́ creditar quem de fato merece as refer̂n- 

Bento Goņalves
cias. Ser pro ssional ́ ter iniciativa para pagar o que deve e quando ño puder pagar, 
Rua Wolsir Ant̂nio Antonini, 451 procurar quem est́ aguardando um retorno para renegociar. Ser pro ssional ́ corrigir 
Fenavinho, Bento Goņalves - RS 
os pŕprios erros e dar-se o trabalho de alertar o colega quando identi car um erro que 
95700-000
ele ño percebeu. Ser pro ssional ño ́ “deixar o outro se ferrar”, a nal, o problema 
Fone/Fax (54) 3452.2186 
revistanoi@revistanoi.com.br
“ño ́ nosso”. Tudo o que  camos sabendo, se torna, tamb́m, um problema nosso. 
En m, por que falar de pro ssionalismo em ́poca de f́rias? Por que mal podemos 

Caxias do Sul
esperar o novo ano que se anuncia, sedentos por realizar mais projetos (sempre melho- 
Rua Quintino Biazus, 157 - 501
res e mais inovadores) ao lado de pessoas guerreiras que sabem e demonstram, todos 
Jardim It́lia - Caxias do Sul - RS - Brasil 
os dias, que seu valor ño tem prȩo. Uma pessoa de valores, ño pode ser comprada, 
95030-620 - Fone: (54) 9923-1411 ou vendida, ou desiludida! Ela faŕ o seu melhor porque acredita em empreender, em 
c.r.pierosan@gmail.com
realizar, acredita nos outros, acredita no bem, e acredita, sobretudo, em si mesma!


facebook.com/revista.NOI Desejamos um lindo  nal de ano e um 2018 desa ador, repleto de novas realizã̧es.
revista NOI
Boa leitura! 
revista_noi 
www.revistanoi.com.br
Caroline Pierosan





4 | NOI



   2   3   4   5   6