Page 7 - NOI
P. 7

FAMÍLIA EMPRESÁRIA




 Como negociar conflitos

 na família empresária?


 Não existe família que não tenha conflito seja temporário ou persistente, leve
 ou pesado. Toda família tem. A família empresária, por ter um negócio, poderá
 se deparar ainda com conflitos nos subsistemas Empresa e Sociedade. Percebe-
 mos que situações familiares “invadem” o ambiente empresarial e societário, e
 vice-versa,  mobilizando sentimentos como amor, ciúmes, ressentimento, além do
 medo de perder poder, dinheiro e status. Estamos sempre em busca de satisfazer
 um dos cinco interesses básicos do ser humano: segurança, reconhecimento, um
 sentido de pertença, bem-estar econômico e controle sobre a própria vida. Portan-
 to, numa negociação, o ideal é buscarmos identificar qual dos interesses básicos
 está envolvido. Desta forma, existe maior probabilidade de se chegar a um acordo.
 Uma das mais importantes habilidades de um negociador é escutar o outro
 lado. As pessoas escutam melhor quando sentem que são compreendidas. Com-
 preender não é a mesma coisa que con-
 cordar, mas se a pessoa quer que o outro
 reconheça seus interesses, deve começar   “Num conflito, o ideal é
 demonstrando  que  reconhece  os  dele.    buscarmos identificar qual
 Existem alguns passos que ampliam   dos interesses básicos
 a possibilidade de sucesso numa nego-  está por trás da queixa,
 ciação,  conforme  estudos  da  Universi-  da solicitação, da briga”
 dade  de  Harvard.  Segundo  eles,  quan-
 do  conseguimos  separar  o  negociador
 do  problema,    a  negociação  tem  mais
 chance de ser bem sucedida. Além disso,  quanto menos o negociador se fixar
 em suas posições, por conta de seu ego, há mais chance de acordo. É bom ficar
 atento que a  família empresária, em geral,  lida com status, poder e dinheiro,
 e o ego, por conta disso, pode ser um grande inimigo numa negociação. Outra
 sugestão, é evitar ir para a mesa de negociação com a solução pronta, pois pode
 tornar o interlocutor defensivo, e um acordo distante. O acordo deve refletir um
 padrão que seja razoável e justo para ambos os lados, não  somente para um.
 Trabalhando com famílias empresárias,  percebemos que são comuns discussões
 quanto a  salários, cargos, horário de chegada e saída, uso dos bens e outros. Negociar   PARA HOMENS MODERNOS
 se torna inevitável e difícil, quando se trata de família e negócio, por que envolve afeto.
 Desta forma, trabalhamos na organização de regras de convivência da família com a
 empresa e a sociedade (Protocolo ou Acordo Familiar), auxiliando as famílias a ne-
 gociarem, para que todos os membros familiares e os subsistemas saiam ganhando.


 Divulgação


 Elaine
 Martin





 elaine.martin@tondoconsultoria.com.br
 Consultora em Empresas Familiares
 Tondo Consultoria
   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12