Page 4 - NOI
P. 4

EDITORIAL

                         sEM dÓ NEM PIEdAdE

                                    izem que o diabo é astuto não porque é tão mais
                                    inteligente  que  todos  nós,  mas  sim,  porque  é
                                    muito mais velho, já viu de tudo acontecer, e,
                               por isso, sabe onde as coisas vão dar. Ele sabe como
                               apresentar as tentações adequadas para conduzir suas   REVISTA NOI
                               vítimas aos catastróficos desfechos pretendidos. A má-  Ano 10 • XXXVIII • Março de 2017
                               xima, então, se aplicaria perfeitamente ao ser humano,
                               quer dizer, quanto mais velho, mais sábio, mais astuto,   NOI é uma publicação bimestral
                               mais entendedor das coisas, mais “dono da razão”, cer-  da FAPIN Editora Ltda, empresa parceira
                               to? ... Un, será? Hoje, o volume de informação a que   do Sistema S de Comunicações
                               uma pessoa é exposta, em um único dia, equivalente,
                               ao que, há 50 anos, alguém “normal” seria exposto ao   Coordenação Geral
                                                                                   Ana Inês Facchin
                               longo de toda sua vida (se vivesse em média 65 anos).   Caroline Rates Pierosan
                               Lemos  muito,  pesquisamos,  instantaneamente,  sobre
       qualquer assunto que porventura passe pela nossa mente – a enciclopédia está, sempre,   Departamento Comercial
       na palma da mão. Temos amigos que moram nos quatro cantos do mundo; contato   revistanoi@revistanoi.com.br
       com outras culturas e com as “novidades” de cada lugar. Em um mesmo dia podemos   caroline@revistanoi.com.br
       ter reuniões por skype em inglês, italiano, espanhol e mandarim. Temos grupos e mais   francio@jornalsemanario.com.br
       grupos no WhatsApp, nos relacionamos com pessoas diferentes de nós, o tempo todo.   c.r.pierosan@gmail.com
       Ali, do nosso jeito meio impulsivo, resolvemos problemas em cinco minutos, porque
       nosso amigo, vai falar com alguém que conhece alguém que... pronto! Resolvido! Esse   Reportagem e edição
       estímulo ininterrupto e potencialmente infinito, nos faz pensar, tentar, errar, repetir e,   Caroline Pierosan
                                                                                   Reg.Prof. DRT 14232
       frequentemente, de tanto “tentar de novo”, acertar. Então “experiência” tornou-se uma   c.r.pierosan@gmail.com
       coisa toda nova que não necessariamente relaciona-se com o “tempo que passou”, mas
       sim, com o que cada um faz do seu tempo. Ou seja, a gente pode “viver mais” em menos   Projeto Gráfico
       tempo. Quem tem mais idade, provavelmente viu “menos” do que os que chegaram 20,   www.ricardopassarin.com
       30 anos depois. Todos os “de hoje”, certamente, ao final de suas vidas, também terão visto
       e experimentado “menos” do que os que hoje nascem. A premissa do “mais velho sabe   Distribuição
       mais”, ruiu. A ordem antigamente “natural da coisas” está um pouco confusa. Como este   Dirigida à Serra Gaúcha e Porto Alegre,
       jovem, que chegou “ontem”, pode ter uma ideia melhor que a minha? Como ele pode   priorizando as cidades de Caxias do Sul,
       querer criar algo novo aqui (na minha escola, minha empresa, associação, entidade de   Bento Gonçalves, Flores da Cunha, Farroupilha,
       classe), onde tudo sempre funcionou assado ou assim? Não – não pode ser! Aquela pessoa   Carlos Barbosa, Garibaldi, Antônio Prado,
                                                                                   Gramado, Canela, Guaporé, Monte Belo do Sul,
       (20 anos a menos que eu) não pode ter “mais” razão, sobre qualquer coisa. Os mais ve-  Nova Pádua, Nova Prata, Santa Teresa e Veranópolis.
       lhos costumavam ter sempre razão! Era como se idade e conhecimento, intrinsicamente
       progredissem juntos, tornando qualquer pessoa idosa num sábio. Se fosse homem então,   Revista NOI é marca registrada da
       a palavra era lei! Com tantas e cada vez mais liberdades, o conhecimento passou a ser   FAPIN Editora Ltda. É expressamente
       disponível a muitos – jovens, crianças, homens e mulheres. A quem quiser saber, basta   proibida a reprodução  de textos e fotos
       procurar. Agora é assim: uns sabem mais disso outros mais daquilo. Chegou! Felizmente   dessa publicação sem a prévia
       chegou, a era da razão! E a razão tem que fazer sentido! Tem que ter lógica e levar a resul-  autorização da direção. A Revista NOI
       tado! Que adianta fazer como sempre foi feito se, no fim do caminho, a ação não leva a   não comercializa editorial de Capa.
       nada? Repassemos, uma a uma, nossa lista de tradições e, sem dó nem piedade, pergun-
       temo-nos – para que serve isso? Deixar de fazer algo porque nunca foi feito? O que seria   Escritórios
                                                                                   Bento Gonçalves
       do mundo? Da medicina, da engenharia, da matemática? É exatamente porque alguém   Rua Marechal Deodoro, 101, cj.501
       se atreve a fazer algo que ninguém nunca fez que a humanidade caminha pra frente! Em   Centro - Bento Gonçalves - RS - Brasil
       nossas organizações, frases como “sempre foi assim / nunca foi assado”, deveriam ser   95700-000 - Fone/Fax (54) 3452.2186
       banidas. Ouso! Proibidas! Palavras como “sempre” e “nunca” são pedras no caminho do   revistanoi@revistanoi.com.br
       empreendedor. Falamos em inovação mas não queremos os inovadores. Só que são justa-
       mente eles, em sua inquietude e ousadia, que movem a roda da vida adiante. Por favor,   Caxias do Sul
       tentemos reconhecer a razão, seja ela pronunciada pela voz, corpo, cor e roupa que for!   Rua Quintino Biazus, 157 - 501
       Se faz sentido, aceitemos. Que tal começarmos um ano com a mente “revitalizada”, sem   Jardim Itália - Caxias do Sul - RS - Brasil
       medo do diferente? Que tal reascendermos aquela curiosidade típica das crianças, com   95030-620 - Fone: (54) 9923-1411
       vigor renovado para permitirmo-nos tentar coisas novas, ouvir sugestões dos mais jovens   c.r.pierosan@gmail.com
                                                                                   caroline@revistanoi.com.br
       e, quem sabe até, dizer, sem dor no coração: “Você tem razão”? É hora de renovar tudo!
       Sim, isso mesmo! Chega de “não vamos fazer porque ninguém faz” ou ainda, “vamos     facebook.com/revista.NOI
       fazer porque todo mundo faz”. Sério! Fica o apelo, apelo à razão. Sem dó nem piedade,     revista NOI
       até, porque, razão nunca teve idade.                                          revista_noi
                                                                                     www.revistanoi.com.br
                                         Excelente e próspero 2017 para todos nós!
                                                          Caroline Pierosan

       4 | NOI




                                                                                                                          Sem título-1   1                                                                                          06/03/17   12:55 PM
   1   2   3   4   5   6   7   8   9